BlackGuard Battle Report

Eis que – atendendo dicas do Fabio Tola – resolvi fazer uma espécie de Battle Report do BlackGuard. São três turnos de uma batalha pequena, sem o uso de Doutrinas de Exército, apenas algumas tropas de diferentes classes. BlackGuard é jogado em turnos. Eles são divididos em fases, e no início de cada um, os jogadores rolam um dado para ver quantos pontos de comando terão durante o turno. Quem tiver o menor resultado joga primeiro em todas as fases do turno, mas tem menos pontos de comando.  As fases são: Fase Tática, Fase de Tiro, Fase de Combate.

Os pontos são usados para movimentar pelotões (peças soltas), ou companhias (grupos de peças iguais). Também podem ser usados para formar/desfazer companhias, e atacar durante a Fase de Tiro.

O campo de batalha é divido em áreas. Serão 9 pelas usadas para marcar as divisas (onde 2 linhas se cruzam). Assim, não é necessário um tabuleiro, e o jogo pode ser disputado em uma superfície lisa.

Bueno, vamos lá. Império x A Guarda Negra:

Este é o posicionamento inicial dos exércitos. O Império na parte inferior do campo de batalha, e a Guarda na parte superior.

Na primeira Fase Tática, o Império rolou bons pontos de comando e mandou todas as tropas avançarem. A Guarda rolou baixo, teve a iniciativa, mas não conseguiu dominar muito território no campo de batalha.

Os arqueiros do Império conseguiram atingir um grupo de mortos-vivos, que acabou recuando. Uma companhia de Perfuradores Sombrios da Guarda atirou contra os Executores Imperiais, mas sem efeito. O primeiro turno não teve Fase de Combate, pois nenhuma das unidades estava em contato com o inimigo.

O Império rolou baixo e teve a iniciativa, imediatamente ordenando duas companhias em carga contra os inimigos. A Guarda tentou dominar a parte central do campo, avançando uma companhia de mortos-vivos e um pelotão da Guarda Gafanhoto.

Na Fase de Tiro, os Perfuradores conseguiram destruir um pelotão de lanceiros do Império. Os arqueiros imperiais atiraram contra uma companhia de mortos-vivos, mas sem efeito.

Fase de Combate positiva para o Império. No flanco esquerdo, uma companhia da Guarda Imperial conseguiu destruir um pelotão de Degoladores. No direito, os Executores obrigadam os lanceiros a recuarem.

Tendo afastado os lanceiros inimigos, os Executores Imperiais aproveitam para atingir o pelotão da Guarda Gafanhoto pelos flancos, ganhando vantagem em combate. Os mortos-vivos aproveitam para avançar em carga contra uma linha de arqueiros. A linha é uma formação vulnerável para unidades em combate corporal.

Na Fase de Tiro, os Perfuradores atingem uma companhia da Guarda Imperial, destruindo um pelotão.

Os mortos-vivos aproveitam a vulnerabilidade dos arqueiros e matam um pelotão, obrigando os sobreviventes a recuarem. Enquanto isso, a Guarda Gafanhoto não resiste à carga pelos flancos dos Executores e recua.

Este é o final do terceiro turno de jogo. Os Executores imperiais viraram seus flancos para os inimigos e encontram-se em uma posição perigosa. Na parte central do campo de batalha, mortos-vivos e a guarda imperial estão lado a lado.  A iniciativa para o próximo turno será muito importante: quem perder corre o risco de sofrer ataques pelos flancos!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: